Cláudia Lucas Chéu

Nasceu em Lisboa em 1978. Poeta, dramaturga e argumentista. Frequentou o curso de Línguas e Literaturas Modernas (FCSH), concluiu o curso de Formação de Actores (ESTC). Tem publicados os textos para cena Poltrona – monólogo para uma mulherGlória ou como Penélope Morreu de TédioEuropa, Ich Liebe DichViolência – fetiche do homem bomCírculo Onanista; Bank, Bank, You´re Dead, pelas edições Bicho-do-Mato/TeatroNacional D. Maria II; A Cabeça Muda, pela Cama de Gato Edições; Curtas da Nova Dramaturgia - Memória, Edições Guilhotina, 2015. Publicou também a micro peça Circle Jerk na Revista de Artes Escénicas Galega Núa. Em prosa poética publicou o livro Nojo, pela (não) edições. E em poesia, o livro Trespasse, Edições Guilhotina, 2014; e Pornographia (poesia), Editora Labirinto, 2016. Em 2017 foi publicado o seu livro Ratazanas™ (poesia), pela Selo Demónio Negro, S. Paulo. 

Encontra-se, neste momento, a frequentar o mestrado em Filosofia (Estética) na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, da Universidade Nova de Lisboa.