Fotografia por Matilde Viegas

Francisca Camelo

 

Nascida em 1990 no Porto (Portugal), de passagem por Berlin. Entre outras coisas menos românticas, escreve e diz poesia para compensar uma memória terrível. Tem poemas espalhados pela Enfermeira 6, mas também nas edições semanais do Nem Só de Gin Vive o Pinguim (Edições Apuro), na revista Flanzine (editada por João Pedro Azul), e na zine anarcobucetalista Mais Pornô Por Favor (pela Adelaide Ivánova), entre outras fanzines feministas. Escreve sobre vísceras e mulheres por não saber escrever sobre outra coisa, mas planeia continuar.

 

[textos de Francisca Camelo na Enfermaria 6]